Direitos Autorais x Indenização Moral
Guto Maia*
 
Acrílico sobre tela 1.50mx1.00
Mulher e Anjos.Acrílico sobre tela 1.50mx1.00 Mulher e Anjos.
 
15/09/20 (Leia em Inglês)
Foto: Heloísa de Bernadi
 
Uma das vantagens de viver mais tempo é tornar-se um contador de histórias.
Em geral, as pessoas gostam de ouvi-las.
E têm curiosidade de saber mais.
 
A vida é uma caixa de surpresas. Uma história pode ser contada inúmeras vezes pelos protagonistas, coadjuvantes, personagens que a viveram de várias formas, sob diversos ângulos, mas sempre haverá espaço para novos tons dramáticos.
 
Mas, as histórias inacabadas mexem mais com o imaginário, e têm a energia vital que faz parte dos eflúvios invisíveis que nos assolam.
Essas elucubrações dão sabor à vida de quem vive mais. São histórias reais que a maioria nem imagina que aconteceu. Outras, ele inventa mesmo, mas como poeta, faz parecer que é dor a dor que deveras sente, rs. O importante é que alguém pare para ouvir.
 
Quem vive mais tem ganhos e manhas, mas certamente sofreu mais perdas também.
Peço permissão para contar uma dessas histórias mal contadas e inacabadas, de tantas da vida que contarei.
 
Este quadro estava sendo pintado sob encomenda, em 1990, e foi roubado no aeroporto, numa viagem entre São Paulo e Belo Horizonte.
 
Após três meses de idas e vindas, ameaças de processos, de morte, de suicídio, de boca no trombone na imprensa, a companhia aérea pagou uma indenização no valor da tela e das tintas, um critério de consolo para uma obra figurativa inacabada de valor abstrato de um pintor desconhecido. Mas, quem a encomendou já tinha dado um adiantamento, e sobrou constrangimento da devolução do dinheiro.
 
Passados 30 anos, vira e mexe o quadro vem na cabeça. Estará ainda em algum lugar do planeta? Terá sido terminado? Será que foi queimado em alguma lareira? Ou, estará na casa de alguém excêntrico que nem imagina a sua história?
 
Esteja onde estiver, a energia de quem o pintou e as digitais de quem o roubou estarão lá atormentando os olhares.
 
E o quadro permanecerá impassível nas madrugadas frias, ou nas noites quentes de um sonho de verão. E isso é valioso.
 
Os danos morais que se danem.
 
*Guto Maia
Gestor educacional
 

@direitos autorais
UA-12170444-1